Dias de Chuva
















Gotas de sonhos estão molhando minha janela
São minusculas partículas de uma vida
Vida que não toquei, vida que não desfrutei
Vida esta que se passa sem ao menos eu perceber


Tento tocar estas gotas com minhas mãos
Segura-las por entre meus dedos nem percepção
Sem compreender que esta aguá é como o Tempo
Não há como o prender...


Pela janela imagino a vida que deixei passar
Sorriso de crianças que deixei de escutar
Pela janela vejo os sonhos que deixei cair ao chão
Sem coragem de estender a mão


Ao tocar o sonho parte dele se realiza
Mas o medo muitas vezes é como este vidro a me impedir
É a barreira que não tenho coragem de tirar
É o sonho que deixo de realizar


Se um dia coragem eu tiver
Vou abrir não a janela, mas a porta por completa
Vou me banha desta chuva de sonhos e senti-los eles todos
Não com medo, mas com sorriso de criança viver...

Você também poderá gostar...

2leep.com